10 mitos sobre metabolismo e emagrecimento

10 mitos sobre o metabolismo e o emagrecimento

Você vive de olho no que coloca em seu prato mas nada do ponteiro da balança descer? A resposta pode estar não na quantidade de calorias da sua dieta, mas na maneira como seu organismo processa os alimentos e os transforma em energia. É comum que, na tentativa de perder peso rápido, as pessoas criem hábitos que só pioram o quadro. Pensando nisso, elaboramos um guia com os principais mitos sobre metabolismo e emagrecimento para que você possa se alimentar melhor e mandar as gordurinhas extras para bem longe. Confira!

10 mitos sobre metabolismo e emagrecimento:

1. O metabolismo de pessoas magras é mais rápido do que o de obesas

A princípio pode parecer lógico afirmar que pessoas magras têm metabolismo acelerado, enquanto aquelas que sofrem de sobrepeso ou obesidade possuem um metabolismo lento.

A verdade, no entanto, é que é impossível generalizar dessa maneira, já que o metabolismo de cada indivíduo é resultado de uma série de fatores. Assim sendo, não é possível concluir que determinada pessoa tem o metabolismo mais lento ou mais acelerado levando em consideração apenas suas características físicas.

Além disso, pessoas que sofrem com o excesso de peso muitas vezes possuem problemas hormonais que influenciam no controle da fome, na sensação de saciedade e até mesmo na disposição para a prática de atividades físicas.

2. Quem quer emagrecer precisa preocupar-se apenas com as calorias

É verdade que a quantidade de calorias ingeridas diariamente influencia diretamente no emagrecimento. Para que isso aconteça, o número precisa ser menor do que o gasto energético diário.

No entanto, imaginar que esse é o único fator a ser considerado no processo de perda de peso é mais um mito sobre metabolismo. É preciso levar em consideração que os hormônios influenciam diretamente a quantidade, a frequência da nossa alimentação e a sensação de saciedade — por isso são tão importantes para o emagrecimento quanto as calorias.

Além disso, quem se preocupa somente com a quantidade de calorias ingeridas deixa de levar em conta a qualidade dos nutrientes.

Uma redução brutal no consumo energético e nos nutrientes essenciais para o funcionamento do organismo pode desacelerar o seu metabolismo, fazendo com que seu corpo acumule mais gordura do que o normal, comprometendo o processo de emagrecimento.

3. Para emagrecer é preciso eliminar as gorduras do cardápio

Trata-se de um dos mitos sobre o metabolismo mais difundido, e que pode comprometer seriamente seu processo de emagrecimento.

Na verdade as gorduras não são as vilãs da boa forma, já que exercem um papel fundamental no funcionamento do metabolismo, tornando a digestão do carboidrato mais lenta e permitindo que a energia seja gasta de maneira mais homogênea.

Isso, no entanto, não é motivo para liberar as frituras, por exemplo. Você precisa priorizar o consumo das chamadas gorduras boas, como o abacate, a castanha de caju, as amêndoas e o azeite de oliva extravirgem.

4. Para acelerar o metabolismo basta cuidar da alimentação

É claro que uma alimentação balanceada, em quantidade e frequência adequada, é fundamental para quem quer manter o metabolismo acelerado. Incluir na sua dieta alimentos funcionais e com efeito termogênico como a canela, a pimenta e o gengibre também ajuda bastante nessa tarefa.

Você também utilizar suplementos como o café verde (Coffea arabica L.), que é uma planta riquíssima em polifenóis. Estes antioxidantes potencializam a queima de gorduras e auxiliam no processo de perda de peso, já que é termogênico e aumenta o metabolismo basal, disponibilizando as gorduras para geração de energia. Auxilia no emagrecimento inibindo a absorção de açúcares e estimulando o organismo a ativar a queima de gorduras para liberação de energia.

No entanto, nada disso faz sentido se você não dormir uma quantidade de horas adequada, não evitar o estresse e levar uma vida sedentária. Quando você deixa de lado as atividades físicas, seu corpo substitui os músculos por gordura, o que faz o metabolismo desacelerar. Portanto, mexa-se!

Comprar Café Verde

5. Pular refeições, especialmente depois de exagerar, ajuda a emagrecer

Uma das piores coisas que você pode fazer pelo seu metabolismo é pular refeições. Se você exagerou, é importante comer normalmente na refeição seguinte.

Submeter o corpo à privação de comida, ainda que temporária, faz o organismo entender que precisa estocar energia. Para que isso aconteça, seu metabolismo desacelera, prejudicando o processo de emagrecimento.

Por isso, não fique sem comer por mais de quatro horas e nunca pule as refeições principais. Comer com regularidade — e de maneira balanceada — ajuda seu metabolismo a acelerar e favorece a perda de peso.

6. Ingerir vinagre acelera o metabolismo e é ótimo para perder alguns quilos

Apesar de ser uma crença bem conhecida, não há qualquer comprovação científica de que ingerir vinagre acelera o metabolismo e auxilia no processo de emagrecimento.

Além disso, a prática pode causar irritação no estômago e, em casos mais graves, levar ao surgimento de úlceras. Por isso, invista em uma alimentação balanceada e na prática de exercícios, deixando de lado as receitas “mágicas”, que prometem milagres em um espaço curto de tempo.

7. Tudo que é natural contribui para o emagrecimento

Nem sempre. Quando se quer emagrecer, a palavra-chave é moderação. Claro que o ideal é priorizar frutas, verduras e legumes e diminuir a ingestão de produtos industrializados, mas alguns alimentos naturais, quando consumidos em excesso, podem ter o efeito contrário.

É o caso das frutas, por exemplo. Como possuem um açúcar chamado frutose, sua ingestão em grandes quantidades pode trazer alguns quilinhos extras. Já os sucos podem ser responsáveis pelos picos de insulina, que deixam você com aquela sensação de fome pouco tempo após as refeições.

8. Beber água em jejum ajuda a emagrecer

Estar bem hidratado é fundamental para quem quer acelerar o metabolismo e perder peso. No entanto, o simples fato de beber água em jejum não ajuda a emagrecer.

Na verdade as pessoas têm essa sensação porque o hábito facilita o funcionamento dos intestinos, favorecendo a evacuação e fazendo com que a pessoa perceba alguma diferença na balança. Isso, no entanto, nada tem a ver com a queima de gordura.

9. Comer carboidratos à noite engorda

Realmente, o metabolismo fica mais lento durante a noite, já que seu corpo precisa de menos energia para manter-se vivo quando está em repouso.

No entanto, isso vale para qualquer alimento que se consuma, não somente para os carboidratos. Por isso, demonizar um grupo alimentar não é uma boa estratégia para quem quer emagrecer.

10. Devemos comer só salada para emagrecer

Para emagrecer com saúde, devemos seguir uma dieta equilibrada, que inclua todos os nutrientes na medida certa. Adotar uma alimentação muito restritiva pode deixar o corpo com deficiência de vitaminas, minerais, proteínas, carboidratos e gorduras essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Isso pode provocar queda da imunidade, perda de massa magra (músculos), cansaço e enfraquecimento de cabelos e unhas. Portanto, nada de dietas radicais! A palavra chave é equilíbrio. O ideal é procurar a orientação de um nutricionista para estabelecer um plano alimentar ideal para que você alcance seus objetivos sem perder a saúde!

Se você quer perder peso, o ideal é prestar atenção às quantidades e comer de maneira balanceada, sem excluir nutrientes da dieta nem pular refeições. Agindo dessa maneira você mantém seu metabolismo funcionando adequadamente e vê os ponteiros da balança descerem sem sofrimento!

Curtiu o post? Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos! Agora que você já desvendou os principais mitos sobre metabolismo e emagrecimento, é hora de entender como a alimentação pode ajudar a fortalecer seu sistema imunológico. Saiba mais agora mesmo!

Baixar Ebook Emagrecimento

por Fernanda Satlher

Diretora da BS Pharma, ciclista, mãe e adora escrever artigos. Farmacêutica industrial graduada pela UFMG com 22 anos de experiência e pós-graduada em Farmácia Magistral Pela UNESP- Araraquara. Gestora de projetos pelo IBMEC - MG.